Notice: rss.php is deprecated since version 3.0.0! Use wp-includes/class-simplepie.php instead. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3981

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class ShadowboxTitlePush in /home3/arstraco/public_html/wp-content/plugins/shadowbox-js/shadowbox-title-push.php on line 54

Notice: add_custom_background está obsoleto desde a versão 3.4.0! Use add_theme_support( 'custom-background', $args ) em seu lugar. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3853

Notice: add_custom_image_header está obsoleto desde a versão 3.4.0! Use add_theme_support( 'custom-header', $args ) em seu lugar. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3853

Notice: O método construtor chamado para WP_Widget em JJ_NGG_JQuery_Carousel esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize
__construct()
no lugar. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3916

Notice: O método construtor chamado para WP_Widget em JJ_NGG_JQuery_Cycle esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize
__construct()
no lugar. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3916

Notice: O método construtor chamado para WP_Widget em JJ_NGG_JQuery_Slider esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize
__construct()
no lugar. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3916

Notice: O método construtor chamado para WP_Widget em Graphene_Widget_Twitter esta depreciado desde a versão 4.3.0! Utilize
__construct()
no lugar. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3916
Punir e manter a motivação | arstra
Notice: Undefined variable: tt_like_settings in /home3/arstraco/public_html/wp-content/plugins/facebook-share-new/facebookshare.php on line 809

«

»

abr
04

Punir e manter a motivação


Notice: Undefined index: wp_twitter_display_archive in /home3/arstraco/public_html/wp-content/plugins/wp-twitter-retweet-button/wp-twitter-button.php on line 59

Notice: Undefined index: wp_twitter_display_category in /home3/arstraco/public_html/wp-content/plugins/wp-twitter-retweet-button/wp-twitter-button.php on line 59

Notice: Undefined variable: button in /home3/arstraco/public_html/wp-content/plugins/facebook-share-new/facebookshare.php on line 631

Notice: Undefined variable: content in /home3/arstraco/public_html/wp-content/plugins/facebook-share-new/facebookshare.php on line 636

Notice: get_usermeta está obsoleto desde a versão 3.0.0! Use get_user_meta() em seu lugar. in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3853

Uma das tarefas mais complexas e menos agradável é o ato da punição. Mas cuidado, punir errado pode afetar o clima  e o desempenho na instituição.

Independente da área, seja numa empresa, órgão público ou mesmo no militar, sempre que algo acontece gera uma perda de material, financeira ou na reputação da instituição.
Neste momento, cada um que identifica-se com a instituição está procurando o culpado.
Isto é uma característica forte da nossa espécie. Houve tempos onde pessoas se juntaram para julgar e executar imediatamente. Graças a nossa forma de conviver em uma sociedade moderna, isso não faz parte do nosso dia a dia.

O julgamento de crimes são tarefas de juízes que punem através da legislação em vigor e representam assim a constituição e o querer da população dentro de uma democracia. Altamente formado e sábio, os juízes são treinados a julgar em cima de conhecimentos de todas as circunstâncias e provas em uma maneira mais objetiva possível e, um vinculo com o acusado é proibido.
Na área profissional também existe em certas circunstâncias uma necessidade de punição. Mas quem vai julgar neste caso é o responsável da área onde aconteceu algo. Objetividade total, como um Juiz, não existe, nem, pelo menos na maioria dos casos, clareza absoluta sobre o acontecimento e tampouco tempo para investigação.

O que ainda mais dificulta é que não há uma medida da sentença para qualquer acontecimento.

Neste momento mostra-se a qualidade de um superior porque a sentença tomada será avaliada pelos superiores, tais como dos subordinados dele e pode mudar, em um momento só, a vida profissional do responsável.

A avaliação dos superiores é um momento só para ganhar mérito ou incompreensão.

Os subordinados vão utilizar este momento para uma avaliação do chefe e depende do resultado mudar o comportamento. Quando a punição era certa e justo na mente de todos os subordinados, o superior vai ganhar mais respeito e autoridade como líder do grupo. Se não, ele vai perder como líder e a motivação e o empenho do grupo vão cair.

Mas como pode evitar isto?

A resposta é relativamente simples, trabalho na base, conhecer os funcionários com todas as virtudes e defeitos sem perder a autoridade e o respeito do superior. Ser um exemplo em qualquer maneira e viver o que exige dos funcionários.

Assim gerar-se uma base forte de respeito, confiança e autoridade independente do cargo e fortalece suas decisões tomadas, mesmo sendo impopular.

A causa do acontecimento ainda precisa de atenção. Quando é claro quem foi o envolvido é muito importante avaliar objetivo sobre o caso para evitar uma decisão injusta.

As perguntas em seguir podem ajudar:

  • O dano aconteceu por causa de falta de educação e podia ser evitado com uma boa vontade?
  • O dano aconteceu por causa de falta de informações ou treinamentos do colaborador?

No primeiro caso uma punição forte é justificável e absolutamente necessária, também para estabelecer um exemplo e mostrar os limites.

No segundo caso, uma punição só seria conveniente quando qualquer outra pessoa, como exemplo, atuava em uma forma diferente para evitar o dano. E pense em uma revisão da política interna sobre a capacitação.

Após punição este caso não pode ser mais assunto, mas exige uma atenção maior para esta pessoa.

Lidar com pessoas e ter responsabilidade sobre as mesmas é sempre  um desafio muito grande.

Prazeroso fica quando um superior faz tudo certo. Fazer tudo certo em lidar pessoas exige muito trabalho e o mais importante é:

Para lidar com pessoas tem que gostar de conviver com elas.

 

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/arstraco/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743